fbpx
Quarta, 25 Agosto 2021 00:00

Sangramento Uterino Anormal

Escrito por Equipe de Gestão de Mídias Sociais - Andrômeda Web Marketing
Avalie este item
(0 votos)

Para as mulheres, sangrar uma vez ao mês é normal, mas quando isso acontece fora do padrão menstrual, é importante ficar alerta, pois pode ser um sangramento uterino de causa orgânica ou disfuncional, muitas vezes associado a algum problema de fertilidade. As queixas são muito comuns e atingem desde adolescentes até mulheres após a menopausa.

O sangramento é considerado anormal quando a mulher evita atividades ou situações que a tornam vulnerável a vazamentos, quando a necessidade de troca de absorvente é tão frequente que impacta seu cotidiano.
Em alguns casos, a condição também pode vir acompanhada de outros sintomas, como perda sanguínea fora do período menstrual, dor ou cólica intensa durante a menstruação, dor pélvica, corrimento vaginal e dificuldade para engravidar.
O impacto negativo do problema vai além do desconforto: em alguns casos, a paciente pode apresentar perda significativa de ferro e outros minerais e desenvolver anemia.

Como saber se o fluxo é excessivo?
As principais diferenças são frequências (intervalo), intensidade e duração. Ele é variável, dependendo da causa.
Abaixo estão características típicas de um fluxo menstrual normal em relação ao o excessivo, para que as mulheres possam fazer a comparação:

Fluxo normal

  • Sangramento dura, em média, entre 2 e 8 dias
  • Absorventes comuns precisam ser trocados a cada 3 ou 4 horas, em média
  • Vazamentos, quando acontecem, são acidentes causados por absorvente mal colocado, demora para trocar ou um dia atípico

Fluxo excessivo

  • Sangramento pode durar mais de 8 dias
  • Absorventes comuns precisam ser trocados a cada 2 horas, no máximo
  • A mulher sente necessidade de usar absorvente interno enquanto o comum
  • Vazamentos são uma preocupação constante
  • A mulher evita situações e atividades em que se sinta vulnerável a vazamentos

Se a mulher perceber um sangramento que foge de seu padrão menstrual em alguma dessas características, deve se consultar com um ginecologista.

Sangramento Uterino Anormal de causa Orgânica

O sangramento uterino anormal pode ter diferentes causas: entre elas, anormalidades estruturais do útero (como miomas uterinos, pólipos, adenomiose, neoplasias ou câncer),
Sangramento Uterino Disfuncional

Quando não é encontrada uma causa, os médicos consideram a possibilidade do sangramento uterino disfuncional, em que a mulher sangraria devido a uma alteração hormonal do ovário e alterações do endométrio.

Esse tipo é mais frequente em adolescentes e em mulheres na pré-menopausa. Em ambos os casos, o motivo mais comum para o sangramento é a falta de ovulação. O tratamento para essa categoria de sangramento é o controle hormonal, feito por medicação, como a própria pílula anticoncepcional e o DIU hormonal que libera progestogênico.

Apesar desses possíveis indícios, o diagnóstico ainda é difícil de ser feito, principalmente pela dificuldade clínica de quantificar a perda de sangue. Por isso é importante que a paciente esteja atenta aos sinais e os explique detalhadamente ao médico, contribuindo com o diagnóstico correto.

O diagnóstico baseia-se na história e exame clínico detalhados, além de exames laboratoriais. Os métodos de imagem, como a ultrassonografia transvaginal e a histeroscopia também podem ser úteis.

A paciente e o médico devem decidir juntos a melhor abordagem, a depender da causa do problema, histórico médico e preferências.
Fique atenta com as alterações e agende uma consulta para diagnóstico e tratamento adequado.


Dra. Isabela de Oliveira Cunha – Ginecologista Obstetra – CRM 52.96157-4 RJ
Rua Santa Clara 50 - Sala 603 - Copacabana - Rio de Janeiro - RJ

Ler 66 vezes

Últimas Publicações

Leia Também