fbpx
Sexta, 11 Junho 2021 00:00

Já Pensou em Usar DIU?

Escrito por Equipe de Gestão de Mídias Sociais - Andrômeda Web Marketing
Avalie este item
(0 votos)

DIU é o dispositivo intrauterino e contraceptivo, usado para mulheres que não desejam engravidar. É formado por uma pequena haste de plástico em forma das letras T ou Y de cobre ou mirena, colocada dentro do útero.

DIU de Cobre

O DIU de cobre, como o nome sugere, é uma haste revestida com este metal. Ele libera pequenas quantidades de cobre no útero, causando algumas alterações no endométrio (tecido que recobre a parte interna deste órgão), no muco e na motilidade das trompas.

Ocorre uma reação inflamatória que não faz mal ao organismo, mas torna a região hostil ao espermatozoide. O uso do DIU de cobre tem chances bem pequenas de gravidez (0,7%).

DIU de Mirena

O DIU de mirena, além de produzir reações inflamatórias no útero, possui em sua estrutura o hormônio progesterona. Esse é liberado aos poucos e uma pequena quantidade pode ser absorvida pela corrente sanguínea, porém, o hormônio restringe-se mais ao útero.

O dispositivo atua da mesma forma que o DIU de cobre, causando alterações no útero que impedem a gravidez. Além disso, de acordo com a bula do DIU de Mirena, dois terços das mulheres que usam esse dispositivo apresentam um bloqueio da menstruação. As chances de engravidar usando este dispositivo são de 0,2%.

Efeitos colaterais

De modo geral, o uso do DIU pode causar dores na pélvis e aumentar o risco de infecções vaginais, apesar destes sintomas serem raros.

No caso de cada tipo existem efeitos colaterais específicos.

O DIU de cobre, por alterar o endométrio e muco, pode: 

  • Aumentar o volume da menstruação
  • Causar mais cólicas menstruais

 Já o DIU de Mirena, por liberar hormônios, pode: 

  • Suspender a menstruação definitivamente (em cerca de 80% dos casos)
  • Causar escapes (pequenos sangramentos)
  • Trazer um leve aumento de peso

 Como fica a menstruação?

Com o DIU de Mirena a menstruação reduz bastante ou até chega a ser suspensa enquanto ele for usado (apesar de haver risco de escapes).

Já o DIU de cobre age de forma contrária, aumentando o fluxo menstrual e as cólicas.


Dra. Isabela de Oliveira Cunha – Ginecologista Obstetra – CRM 52.96157-4 RJ
Rua Santa Clara 50 - Sala 603 - Copacabana - Rio de Janeiro - RJ

Ler 179 vezes

Últimas Publicações

Leia Também